25 setembro 2012

Agora sem TSU mas com IRS agravado?

O choque nas contas das empresas e particulares com a descida da contribuição para as empresas e a subida para os trabalhadores dependentes não agradou a ninguém.

A queda drástica do IVA

O IVA e outros impostos sobre o consumo sofreram uma redução drástica (5,3%) nos primeiros oito meses do ano no que respeita a receita.

O mais importante dos impostos indiretos é o IVA o qual representa quase metade do total da receita fiscal.

A redução do consumo explica as quebras, caso dos bens duradouros, sobretudo o setor automovel.

A receita do ISP caiu cerca de 7,6% em termos homólogos, o imposto do tabaco reduziu 11%.

Objetivos
- compensar uma devolução parcial dos subsidios de Natal e férias ao setor publico e pensionistas
- compensação pela nao alteração da TSU

Medidas compensatorias
- aumento de impostos, excluindo o IVA (IRS ?)
- possivel aumento em 30% dos impostos sobre o tabaco
- mais tributação sobre o capital e património
- possível descida seletiva da TSU para empresas exportadoras e talvez para o turismo

11 setembro 2012

Portugal e o Brasil assinam acordo sobre o reconhecimento dos graus académicos

Universidades portuguesas e brasileiras assinaram no final do mês de agosto, em Brasília, um memorando de entendimento para agilizar o reconhecimento dos graus academicos em Portugal e no Brasil, facilitando o acesso profissional de diplomados nos dois países. O convénio, que numa fase inicial abrangerá os licenciados em engenharia e arquitetura, foi celebrado entre o Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP) e a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior, a maior associação de universidades do Brasil, com sede em Brasilia.

O lado negativo dos cupões de descontos

Os portugueses, iludidos pelos descontos, renderam-se aos sites de promoções mirabolantes e de descontos. Mas, na euforia, aumentam os casos mais dúbios com relatos de empresas que fecharam portas ou produtos que nunca chegaram ao destino.

Um amigo, depressa descobriu que o restaurante para onda havia feito uma reserva, tinha fechado as portas.

Muitos consumidores destes produtos com grandes descontos, assumem-se como conhecedores do negócio, mas muitos deles já enfrentaram problemas.

Um dos clientes chegou a enviar 46 emails para a loja dos grandes des contos e ainda assim não viu a sua situação resolvida.

A empresa que fazia excelentes promoções... havia fechado.

Depois existem procedimentos fora do conhecimento do grande publico e dos consumidores que efectuam a sua primeira experiência nas compras online.

Eu mesmo deixei expirar o prazo para levantar o artigo e quando vi mesmo o caso perdido.
Decidi solicitar cópia do contrato e estava decidido a levar o caso por diante, com participação à DECO e outras entidades.

As queixas têm vindo a crescer de forma gradual. Embora muitas empresas de descontos tenham vindo a melhorar os seus seviços, continua a verificar-se uma tendência de desresponsabilização por parte destas empresas.

Assim, a Associacao de Defesa do Consumidor DECO, tem vindo a registar um crescente numero de queixas.

No topo da lista das queixas é comum encontrarem-se relatos de compras mal sucedidas nos sites de descontos. Os casos multiplicam-se e as situações que mais preocupam prendem-se com a falta de informação sobre os produtos ou serviços à venda.

Grande parte das queixas relacionam-se com prazos ultrapassados de entrega dos produtos que nem sequer chegam ao comprador ou se serviços prestados por empresas que entretanto fecharam.

Mesmo assim, os portugueses estão cada vez mais rendidos às "pechinchas" dos descontos online, pelo que já existem em Portugal cerca de 40 empresas de desconto online.

Na vida tudo é incerto menos a morte e os impostos

As últimas medidas de restrições financeiras, anunciadas ao país, foram apresentadas como uma taxa extraordinária. Mas de taxa nada têm pois não se traduzem em contrapartidas diretas aos seus contribuintes.

Assim, deixa de ser uma contribuição social, como anunciado, para ser um imposto único. É mais fácil a aplicação de novos impostos que o corte das gorduras do Estado.

10 setembro 2012

Portugal, o laboratório de Espanha?

Nuestros hermanos estão a descobrir a troika, com a subida do IVA e com os cortes dos subsídios de Natal, de férias e de desemprego, enquanto teme as taxas moderadoras na saúde, portagens nas autoestradas e cortes nas pensões de reforma. O governo de Rajoy já afirmara em janeiro que ia seguir o exemplo de Lisboa e está a cumprir.

tags: troika, rajoy, iva

06 setembro 2012

Europa e a crise

A verdadeira luz ao fundo do túnel só será avistada quando a crise financeira for resolvida de forma coletiva.

De outro modo, continuaremos a assistir ao choque em cadeia e ao perecimento de cada Estado até chegar à França e Alemanha.