15 julho 2015

Antiguidade já não é um Posto - por João Pires

Lá diz o Provérbio Português:

"Antiguidade é posto, e posto é galão."


sexta alteração ao Código do Trabalho


Após entrada em vigor já a partir de 1 de junho, a lei referente aos despedimentos
Lei n.º 27/2014 deixa de observar o referido Provérbio Português.

Assim, passam a existir novas regras para extinção do posto de trabalho e justificação de despedimento.

Atualmente, e até 1 de junho, a antiguidade no posto de trabalho é  o único critério que permite ao empregador justificar a cessação do contrato por extinção do posto de trabalho.

Mas com a sexta alteração ao Código do Trabalho passam a existir cinco critérios relevantes e não discriminatórios (por ordem de importância):
  1. Pior avaliação de desempenho (com parâmetros previamente conhecidos pelo trabalhador)
  2. Menores habilitações académicas e profissionais
  3. Maior onerosidade pela manutenção do vínculo laboral do trabalhador para a empresa
  4. Menor experiência na função
  5. Menor antiguidade na empresa (o último a entrar é o primeiro a sair)
Assim, a antiguidade é relegado para último lugar, por ordem de importância,  dos cinco critérios relevantes e não discriminatórios que irão entrar em vigor, dando-se assim uma mudança de princípio.

Código do Trabalho

fontes:

por Joao Pires




Veja também
Agenda do FMI

Educação por SMS

O dilema entre tomar apontamentos na sala de aulas ou responder ao último SMS recebido.

Por regras mais rígidas que sejam impostas nas escolas, o poder apelativo das mensagens por texto (SMS) é, por vezes, mais forte!

SMS

Quando a campaínha toca e sai mais uma turma da sala de aula em modo "zombie" cada um agarrado ao seu telemóvel para consultar e responder às últimas SMS recebidas, imagino-me a tentar circular em sentido contrário tentando desviar-me destes alunos que só olham para o ecrã em vez de olharem por onde caminham. Só falta cruzar os dedos para não cairem pelas escadas ou tropeçarem em alguma mochila esquecida no meio do caminho.

Uma jovem já caiu dentro de uma fonte num Centro Comercial enquanto trocava mensagens SMS.


 



De facto as SMS já provaram ser uma ferramenta valiosa no mundo da Educação e podem ser uma grande ajuda no ensino à distância, como auxiliar na mediação e acção pedagógica.

De facto as SMS já provaram ser uma ferramenta valiosa no mundo da Educação e podem ser uma grande ajuda no ensino à distância, como auxiliar na mediação pedagógica.

É claro que hoje em dia é inconcebível imaginar uma criança em idade escolar sem um smartphone ou pelo menos um telemovel capaz de trocar uns SMS.

Os operadores oferecem tarifários com SMS ilimitadas, ou quase. Os tarifários com maior adesão junto da população estudantil são os Yorn e Extreme da Vodafone e o Moche da MEO.

Com o surgimento em massa dos SMS dá-se uma nova oportunidade educativa:

Criar conteúdos por SMS a inserir nos Programas e Metas Curriculares.


Veja também:
A Educação é quantificável?

João Pires
João Pires

14 julho 2015

gestor no sapo: Compras online originam maior número de reclamaçõe...

gestor no sapo: Compras online originam maior número de reclamaçõe...: As denúncias associadas a compras na online têm vindo a crescer, as quais se prendem maioritariamente com atrasos na entrega dos produtos ...


Veja também:

O sindicalismo e o espírito Samurai (parte I)

http://gestornosapo.blogspot.pt/2015/03/o-sindicalismo-e-o-espirito-samurai.html

e-Fatura -- Actualização do valor do beneficio para 15% do IVA suportado


SOBRE O E-FATURA

Últimos serviços disponibilizados e-fatura

Actualização do valor do beneficio para 15% do IVA suportado

blogue gestor no sapo

Top download